.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







quarta-feira, junho 18, 2003

Momentos «ò foda-se»

O MEU IRMÃO QUER-ME MATAR

Confesso: a mulher do meu irmão dá-me tesão. De tal forma que não resisti a espreitar pelo buraco da fechadura da casa de banho, quando ela tomava duche. Deleitava-me docemente ante a visão da sua conaça ruiva quando oiço uma voz distante:
- O que é que estás a fazer!? – pergunta o meu irmão com maus modos.
- Estou a ver se arranjo esta fechadura, não consigo entrar na casa de banho.
- Mas a minha mulher está lá dentro a tomar banho, não ouves o chuveiro?
- À, então era por isso que eu não conseguia entrar...
- E esse caralho a saltar das calças, meu cabrão, o que é?
- O quê? Mas então tu estás a insinuar que...ò foda-se, mas tu estás parvo...
- À, grande filho da puta, eu vou-te bater!
E vem na minha direcção de punho em riste. Eu consigo esquivar-me ao primeiro
- Não, sou eu que te vou bater, então mas tu...então mas tu...
É nesse momento que a Cristina sai da casa de banho aos gritos, desorientada:
- O que é isto que vocês matam-se!
Mete-se na briga, a tentar separar, e cai-lhe a toalha. Já que tudo estava acabado entre mim e o meu irmão, aproveitei para meter uma mão cheia nas rechonchudas nalgas da Cristina
- JOÃO, ELE ESTÁ-ME A APALPAR!
Foi então que o mano jurou que me matava. Fui logo fazer queixa para a minha mãe, que me deu razão. Afinal, tudo não passou de um equívoco.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM