.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







terça-feira, julho 15, 2003

Jornalismo de investigação, a desistência

Ia escrever umas ideias sobre jornalismo (eu prefiro jornalismo noticiarista ou jornalismo da verdade a jornalismo de investigação, que me faz pensar no modelo megalómano de Castanheira ou no modelo policial), na sequência do debate suscitado pelo Terras do Nunca, mas desisti perante o tamanho do empreendimento.

Deixo por agora só meia dúzia de constatações:

- os jornalistas que investigam são muitas vezes colados a sectores, a tendências, a partidos políticos, a doenças psiquiátricas;
- fazer jornalismo procurando a verdade (ou as várias verdades) custa, demora tempo, aborrece, causa insónias;
- fazer uma reportagem bonita sobre os fins terapêuticos dos cavalos - não;
- não se premeiam (prémios Gazeta, etc.) os jornalistas que investigam;
- as direcções editoriais não promovem os jornalistas que investigam;
- as direcções editoriais promovem os jornalistas do floreado literário e do fontanário anónimo;
- o grande vazio na investigação é a corrupção, a fraude, o jogo sujo do mundo empresarial;
- o mundo empresarial é dono do jornalismo;
- os jornalistas séniores, que em princípio estariam na melhor posição para poder gastar tempo em trabalhos mais complicados, sabem que o seu prestígio joga-se no comentário, na grande entrevista, eventualmente numa reportagem de guerra, de três em três anos;
- os portugueses são preguiçosos;
-os jornalistas ganham mal.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM