.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







sexta-feira, fevereiro 27, 2004

A caldeirada Núcleo Duro

O Glória Fácil picou-nos para participar no estimulante concurso "Qual é o blog com a melhor receita de caldeirada?". O ND, que como se sabe tem um pendor epicurista, responde ao desafio.

1) Vá ao mercado comprar o peixe. Evite os supermercados e sobretudo evite comprar "caldeirada", ou seja, aquelas postas de várias espécies normalmente de frescura duvidosa.

2) Quanto aos peixes escolhidos, eles podem ser variados. Mas nisto o ND concorda com o Glória Fácil: a raia é fundamental, conseguindo mesmo encher o cozinhado sem necessidade de acompanhantes (para além do monovarietal de raia, aconselha-se ainda o monovarietal de sardinha).

3) Depois é fácil: azeite (mas não "às carradas" como sugere o GF, sob pena de se cortar o sabor do peixe com o excesso de gordura) e camadas de cebola, tomate, peixe, batata, pimento... e novamente cebola, tomate, peixe, batata e pimento...

4) É absolutamente fulcral que as batatas sejam de boa qualidade, para cozer; nada dessas merdas que se compram nas grandes superfícies e se esfarelam à primeira fervura. Por forma a evitar que cozam demais e se partam, deve também colocá-las só depois da primeira camada estar completa. Não as corte em rodelas demasiado finas.

5) Adicione um pouco de água e de vinho branco, sal e uma malagueta e deixe em lume brando, 20-25 minutos.

6) Em caso algum acrescente coentros como aconselha o blogue de esquerda (estes gajos têm esta mania de consumir ervas, o que é que se há-de fazer). No máximo pode acrescentar um raminho de poejo. Em caso algum, também, mexa o cozinhado (pode apenas abanar o tacho).


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM