sexta-feira, março 12, 2004

"Sou uma bomba atómica para os meus adversários."
(Koumba Yalá, no momento da libertação do cárcere. Essa libertação veio depois a ser revogada e considerada um "erro administrativo".)

Sem comentários: