.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







sexta-feira, maio 28, 2004

João Miguel Tavares

A cultura em Portugal é uma quintinha, onde convivem promiscuamente artistas e jornalistas. E isto exterioriza-se sobretudo nas páginas dos jornais: nas críticas, nas entrevistas, nas avaliações estrelares, etc. Ora, é preciso dizer que há excepções. Há jornalistas que trabalham na área da cultura que conseguem manter a lucidez e a independência apesar da exiguidade da referida quinta e dos riscos que essa atitude representa. São poucos, mas existem. Um deles, porventura o mais brilhante, é João Miguel Tavares (e eu andava com esta atravessada porque, sem conhecer suficientemente o seu trabalho, há tempos, numa referência fugaz, inclui-o num grupo menos capaz. Penitencio-me por isso agora). A entrevista que fez a Pedro Ayres Magalhães (Madredeus), e a crítica do seu disco mais recente, publicadas no DNA de há duas ou três semanas, por exemplo, são duas peças notáveis. Não há rasgo poético capaz de exaltar o Prado Coelho (embora ele seja homem para isso), mas há integridade e há jornalismo de alto nível.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM