.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







segunda-feira, setembro 27, 2004

Tese: Nomes são importantes?

Gosto de intitular publicações e por vezes dou por mim a dar nomes a jornais ou blogs imaginários. Aqui estão alguns dos títulos que me têm passado pela cabeça:

Zé Loves Maria
Vox Populi
Manifesto Comodista
Sem eira na beira
Periódico dos Pobres (esta publicação já existiu em portugal, no séc XIX)
Correr Mundo (viagens)
Vagabundo do Dharma (idem, com agradecimentos a kerouack)
Pedro Pedreiro (intervenção política, obrigado Chico Buarque)
Jardim Envenenado (sobre os malefícios da jardinose)
Assunto de Saias (sexologia)
Panorama Expositivo
Inconsequente
1bitxonaperuca
O Sistema (para este, convidaria como comentadores residentes Tiberius, em representação do norte e Ernesto, pelo Sul)

Porquê esta minha fização nos títulos? Os nomes são importantes, e não é por acaso que me chamo DJ Carcaça. Poderá um título caracterizar a linha editorial de uma publicação? Façamos uma sumária análise de alguns títulos da imprensa tuga:

Público - Transparece qualidade e bom gosto, algo que se confirma lendo o dito jornal. "Público" remete para a selecção e relato de factos e ideias que, saindo da obscuridade por via da publicação, transitam para o domínio público. Título apropriado.

Diário de Notícias - Soa a "Diário da República". É um órgão oficioso, conservador. Quase sempre foi, aliás: no início com a burguesia novecentista fundadora, depois com Salazar durante o Estado Novo, depois com os comunistas no PREC (quando era conservador ser de exrtrema-esquerda), agora com os gestores modernos da PT. É um título apropriado, um ponto favorável à tese segundo a qual os títulos estão para os jornais como as caras para as pessoas.

Independente - Jornal de independentes, profissionais liberais que trabalham a recibo verde e gostam do perigo. Jornal para aventureiros, que noticia escândalos sem confirmar cabalmente a sua veracidade. Às vezes acerta, noutras erra. Arrisca. Título apropriado.

Expresso - Título opaco, demodé. Parece querer insinuar uma ideia de velocidade que é falsa. "Quem lê o expresso sabe primeiro". Mentira. É um título que não diz nada, assim como o Expresso muitas vezes nada diz. Título apropriado.

Correio da Manhã - Analisando o título, ficamos a perceber que é um matutino. É, portanto, destinado a pessoas que se levantam muito cedo, ou seja, operários, malta do proletariado. Os intelectuais levantam-se um pouco mais tarde, muitos têm isenção de horário, ou estão ?mal empregados (categoria intermédia entre o emprego e desemprego que é cada vez mais vulgar; são também conhecidos por biscateiros, por viverem de biscates). Quando chegam às bancas, ensonados, já esgotaram os exemplares do "Correio da Manhã" e vêem-se obrigados a recorrer ao Público ou à imprensa estrangeira. Título apropriado.

Jornal de Notícias - Há aqui uma redundância que implica que as pessoas que adquirem este jornal tenham, por norma, um baixo nível cultural. Porquê explicar que o jornal é de notícias? Do que é que havia de ser? Já houve um título na imprensa nacional denominado apenas "O Jornal", o que é mais correcto. As pessoas que lêem uma coisa chamada jornal de notícias vivem em vilas e pequenas cidades e querem conhecer as novidades da paróquia. Título apropriado.

Sexus - Este jornal, tudo indica, é sobre sexo. Mas não é o sexo na versão terapêutica e fleumática de Júlio Machado Vaz e das suas muchachas, é o sexo do ?tudo nu?. E como se depreende isto? Basta ver que sexo é grafado com o u, acentuando a última vogal: "xus" (se-xus). Tal como em "nus", Sexus, é, portanto, um jornal de ?todos nus?, tal como a sua variante homossexuak "Korpus" (este título foi-me referido pelo El Cablogue e pela Xana, confesso que não o conhecia). Títulos apropriados.

A tese do DJ (e não do Núcleo, ainda teremos que debater isto em assembleia geral): Há claramente uma ligação entre o título da publicação e a sua linha editorial. O nome é crucial para a identidade do jornal.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM