.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







quarta-feira, janeiro 25, 2006

Poesia Nuclear (Homage to Vostradeis)

Numa altura em que corre o rumor de que Vostradeis se prepara para retornar brevemente à pátria (de onde tinha fugido na sequência de uma perseguição feroz da Polícia Judiciária, que o acusa de gerontofilia), beneficiando do primeiro indulto presidencial de Cavaco Silva, a sexão de poesia e escrita criativa do Núcleo deixa aqui uma sentida homenagem a esse vulto multifacetado que é Vostra. Um poema que ele recentemente escreveu no seu exílio madrileno em nossa homenagem. Fiquem-se com esta fulguração de Vostradeis:

Poesia nuclear

Cagaréu do catanho
Deviam mandar-te pruma ilha
Cheiras a bosta e a ranho
Vai mas é lavar a tua filha

Faz como o Ernesto paizão
Não como o Marrazes brutalhaço
Usa toalhitas e algodão
Não vassoura e palha de aço

Carcaça seu monte de esterco
Quando é que começas a espalhar franchises
És tu e esse grande estrumerco
Que se chama Tiberius Rabetaises

Mas deixêmo-nos de lamechisses [sic]
Que o Núcleo é coisa de macho
Vão mas é mamar uns gandas pisses
Como o meu que chega até la embaixo

E quando se cansarem de ser paneleiros
Bora todos ao mítico Restaurante Cona
Gastar com um sorriso os nossos dinheiros
E encher de merda a pança e a mona

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM