.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







sexta-feira, agosto 10, 2007

Mamas, a polémica

AVISO: este post vem postado na minha conta, mas não assumo quaisquer responsabilidades por danos morais, físicos ou éticos que ele possa causar. Isto só vai sob o meu nome porque o Ernesto é um incapaz opiómano e infoexcluído que ainda não conseguiu configurar a porcaria da conta dele no Google (o Google é uma merda, buuuh) - Tiberius


Anda para aí uma polémica que envolve mamas e envolve a Rita. A Rita é mais um exemplar de uma espécie onde cabe também uma senhora que já foi namorada de um primeiro-ministro. É uma daquelas mulheres que se apresenta urbana, sofisticada e descomplexada, mas que sucumbe sem estilo a uma investida. É uma daquelas mulheres para quem um vibrador é um amigo com pilhas, uma libertação sexual que se deve proclamar, mas que depois não aguentam um piropo, nem uma perversão.

Para se perceber melhor. Estas mulheres usam, por exemplo, fio dental, mas depois fazem saber do seu nojo por quem lhes espreita e gaba a ousadia ou o rabo. Ou exibem decotes largos deixando ver o rego das mamas, mas depois cospem em que lhes catrapisca essa intimidade que elas deram a ver. Fazem-me lembrar, no fundo, meninas armadas em putas que rapidamente se transformam em putas armadas em meninas, perante a seringa.

Desta feita, a Rita indigna-se precisamente com o facto de os homens babarem-se por mamas grandes. Pelas suas “belas” mamas grandes. E não compreende o fascínio.

Ora eu sou um fascinado por mamas grandes. Dos que não concedem sequer que umas pequenas, rijas e bem feitas possam suplantar um par grande, bojudo e até ligeiramente descaído. Sei, portanto, do que falo. E posso já dar um conselho à Rita. Há uma forma de não ter esses tarados olhando-lhe as tetas. Basta tapá-las. Agora, eu não a aconselho a fazê-lo. Seria mau para si e para todos nós.

Mamas grandes são sinal de força, de energia, de voluptuosidade, de feminismo. São um dos sinais mais poderosos de que as mulheres são diferentes dos homens, e isso é encantador. Por outro lado, mamas grandes são mais versáteis, permitem mais truques.

Concluindo, trate bem o seu par e dê-se por satisfeita. Olhe que há para aí uma corrente que começa a preferir o género mais intelectual e raquítico. Pode ser o seu fim.

Ernesto

Etiquetas: , , ,

3 Comments:

Anonymous Ernesto said...

Este post foi o Tiberius que escreveu e que pediu para ser eu a assiná-lo porque tinha vergonha de assumir o que escreveu. Tiberius, seu tetudo cobarde!

10 agosto, 2007 15:42  
Blogger Vostradeis said...

Este comentário foi removido pelo autor.

10 agosto, 2007 17:42  
Blogger Tiberius said...

"Ora eu sou um fascinado por mamas grandes. Dos que não concedem sequer que umas pequenas, rijas e bem feitas possam suplantar um par grande, bojudo e até ligeiramente descaído"

Ernesto, contorces-te mas não enganas ninguém. Esta prosa é uma prosa ernéstica.

11 agosto, 2007 00:28  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM