.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







quinta-feira, junho 21, 2012

Os Varelas do Euro 2012 - primeira fase

A pedido de nenhumas famílias, regressa a enormemente popular rubrica "Tiberius opina sobre grandes torneios de futebol". Este ano, sob um novo formato, decalcado do estilo Óscares: os Varelas.

Estes prémios são inspirados nesta obra única, neste opus colossal, neste momento de divina inspiração:


Eis a escala científica que vamos usar na avaliação do Euro 2012 (primeira fase):

- 5 Varelas: sublime, soberbo, como o golo do Varela à Dinamarca.
- 4 Varelas: é assim como a Espanha, sem dúvida notável e de qualidade, mas falta-lhe alguma coisa para atingir o divino.

- 3 Varelas: Há aqui algum varelismo, mas moderado.

- 2 Varelas: Às vezes consegue varelar, mas depois cai na semi-mediocridade.

- 1 Varela: Uma espécie do nosso Zizou, com um nadinha de varelismo mas que depois adormece.

- Zero Varelas: Destituído de características redentoras - um autêntico Domenech.


Lá para o fundo avaliam-se as equipas todos do euro até agora. Mas antes, vários pontos prévios, entre os quais uma explicação científica de porque é que este momento...


...é um momento cinco Varelas, segundo a análise dos filósofos do Núcleo:


O NÚCLEO ANALISA O VARELAGOL


So Big: Pundonor na rosca

O melhor momento do euro foi a rosca do "Drogba da Caparica".

Mostrando pundunor, o gajo tenta emandar a rosca e sai~lhe aquilo. Há algo

de português naquele golo

Vostradeis: Escola do Porto

Aquela merda é altamente ensaiada e só ao alcance de um

virtuoso com escola do Porto. A "rosca" é uma espécie de simulação que tira

os adversários completamente do lance. Eles ficam-se a rir e esquecem-se de

cortar a bola e o gajo aproveita-a para metê-la na baliza. O Drogba

do Chelsea é que até já ganhou uma nova alcunha: já lhe chamam o Varela de

Abidjan.



Zizou: Escola Vítor Pereira

o golo do varela tem claramente o dedo do grande vitor pereira,

aquela rosca foi abundantemente ensaiada nos treinos

Ernesto: ya
ya



PAULO BENTO > SCOLARI





O Paulo Bento está a fazer melhor na selecção que o Scolari. Mesmo que seja eliminado nos quartos-de-final.

Porquê? Porque o Scolari nunca conseguiu fazer melhor do que o Bento fez no grupo de qualificação. Os grandes feitos do Scolari (final do euro 2004, quarto lugar no mundial 2006) consistiram em passar grupos fáceis e depois:

-vencer a Holanda

-vencer a Inglaterra em penaltes

Ora, vencer a Holanda o Bento já venceu. A Inglaterra, logo se verá. Mas a questão é que o Bento está a fazer isto com uma equipa incrivelmente inferior à de 2004 ou 2006.

O Sargentão tinha basicamente a equipa do FCP do Mourinho que foi campeã europeu - MAIS a Cristiana Ronalda, MAIS o Figo. O Paulo Bento tem a Cristiana Ronalda a meio gás, mais o que resta depois dos gajos que foram corridos ou não querem ser convocados. E com isto ele passou o grupo da morte.

Paulo Bento, nota artística:






A FOTO MAIS GAY DO EURO 2012 DE TODOS OS TEMPOS



"Cristiano, há tanto tempo que esperava por isto..."

"Não contes nada à Irina, ok?"



O REGRESSO DO AUTOCARRO DOS TRISTES


Ele é a selecção a andar de charrete em Óbidos, ele é a selecção a visitar escolas, ele é a selecção a andar de autocarro (um clássico), a selecção a falar com o Cavaco.



Depois tivemos um directo à espera que o avião levantasse voo.E fizeram-se entrevistas ao comandante do avião que ia levar os heróis à  Polónia. E também à hospedeira do avião. Oh RTP, onde é que está o gajo das bagagens do aeroporto? Não lhe perguntaram como é manusear as malas do Miguel Lopes?



Pergunto: porquê? Porquê? Um país embriagado por bola parece-me bem. Um país embriagado pelo patrioteirismo da bandeirinha já não acho bem, mas pelo menos compreendo (*). Agora, três televisões a filmarem autocarros? Que tipo de débil mental é que quer ver isso?

(*) Um país embriagado parece-me sempre bem.


EVRA A LIMPAR O RABO À CAMISOLA

Para todos os bacocos que se queixam de que os jogadores não cantam o hino ou não sentem a camisola ou o caraças, aí vai o Evra a limpar o rabo à camisola de França.


PRÉMIO JOGO MENOS IMPORTANTE DO EUROPEU

A sério, porque é que os fotógrafos de futebol gostam tanto de poses gay?

Croácia e Irlanda eram os dois países mais pequenos do euro 2012 - quatro milhões de habitantes cada um. Ainda para mais jogavam num grupo onde ninguém esperava que eles passassem, e no dia de um Itália-Espanha. Tiveram assim a honra de jogar no jogo mais irrelevante deste Europeu - que mesmo assim foi bem bom.



SIM É INTERESSANTE QUE HAJA UM ALEMANHA-GRÉCIA


Se quiserem torçam lá pelos gregos. Mas não exageremos com a importância psicopolíticohistórica disto - é um jogo de futebol. E se os gregos ganharem, depois não podem queixar-se com a ladainha do "ai os gregos jogam tão feio, é antifutebol". Nesta, como noutras tendências, Tiberius antecipou-se a toda a gente.



GOLO DO EURO (a seguir ao do Varelo)


Nem os comentadores da SIC, que passaram o jogo todo a falar do jogo de Portugal no dia seguinte, o conseguiram estragar:




 E leiam a história da vida do Blaszczykowski.


OS LOGÓTIPOS SÃO UMA MERDA

Antigamente, quando o futebol ainda não estava profissionalizado, escolhia-se os logos dos torneios pedindo ajuda ao primo do presidente da federação com jeito para o desenho ou então fazendo um concurso de alunos de escola primária.

Olhem por exemplo para este magnífico boneco do Itália 80:



É giro, é original, remete para uma parte específica da cultura italiana. Isto é uma mascote memorável. Tal como o inesquecível Naranjito do Espanha 82:



 O homem de peças do Tetris do Itália 90 a fazer breakdance já não é tão inspirado, mas é um boneco giro mesmo assim:


A partir daí, descambou. Com empresas profissionais de design, só dá merda. Depois de uma sucessão de bichos anónimos e sem graça, o euro 2004 tinha um freak de rabo espetado chamado Kinas:

Lembram-se do Kinas? Claro que não, porque o boneco não tinha graça nenhuma. Mas enfim, ainda tinha uma inspiração na realidade:


Kinas e Guedelhas: separados à nascença?


E agora chegamos a 2012 e temos isto:

Umas coisas feias e que não significam nada, que daqui a seis meses serão esquecidas por todos. Aposto que nem fazem ideia dos nomes deles.

O logotipo também é um horror:


Comparem por exemplo com a simplicidade e dinamismo do símbolo de 86. Enfim, nota para a evolução dos símbolos do futebol:



PAREM DE DIZER MAL DO POSTIGA

O nacional bacoquismo descobriu um bode expiatório - Postiga, o avançado que não marca, que não compreende a genialidade dos companheiros, o empecilho que está no caminho de um glorioso triunfo da nação lusa.

Pois de facto o Postiga não é nenhum génio da bola, longe disso. Mas também não é assim tão mau. É, por exemplo, um gajo com tomates do tamanho de melões.

Marcou um golão à Dinamarca - não é um varelagol, mas é um golo de pelo menos três varelas e meio.

E mais: só há cinco gajos a conseguir marcar golos em três euros consecutivos, e o Postiga é um deles. O que o deixa ao nível de gigantes da bola como o Thierry Henry, o Vladimir Smicer, o Jurgen Klinsmann e o... Nuno Gomes?!?!?! Duh.

Bom, em todo o caso, há uma explicação simples para o súbito ódio ao Postiga, que é...

"METE O NÉLSON! METE O NÉLSON, EEH!"

...Seis milhões de lampiões, e os idiotas úteis do costume, a exigir que o único lampião convocado possa jogar. Isto apesar de a criatura ter doze anos de idade e ter feito para aí três jogos como suplente onde marcou 0,4 golos.

 Nélson Oliveira em exercícios de aquecimento

Esta campanha estalinística diz muito sobre a nação lampiã, e que o Paulo Bento tenha cedido diz muito sobre a nação em geral.



O RAPAZ DO CHAMPÔ LINIC, RETRATO DE ELEGÂNCIA E HUMILDADE

 "Sabe onde estava o Messi no ano passado por esta altura? Estava na Copa América, a jogar pouco e com a Argentina a ser eliminada em casa. E há quem diga que ele é o melhor do mundo. São coisas normais nos grandes jogadores."
Nível de humildade ronáldica:



MAS JÁ AGORA, ISSO DO MESSI JÁ ENCHE

Pá, o Martin Scorsese não tem de sair à rua e ouvir "Coppola! Coppola! Coppola!". O Guy de Maupassant quando ia ao café não ouvia gritos de "Zola! Zola! Zola!". O Salieri não tinha que estar sempre a ouvir "Mozart! Mozart!..." Bom, se calhar tinha. Mas a comparação Ronaldo/Messi está velha e gasta e não tem nada a ver com o europeu, já chega.

E AINDA SOBRE O RAPAZ DO CHAMPÔ LINIC

Aqui no núcleo já se fazia pouco da ronalda muito antes de ser moda. Mas de repente o gajo falhou dois golos com a Dinamarca e tornou-se o cristo nacional. E depois marcou dois golos à Holanda e exactamente as mesmas pessoas vieram outra vez dizer que ele é o maior, e a mandar vir com quem  tinha criticado o gajo.

As mesmas pessoas! A sério, quem escreveu no fuckbook bacoradas do género "quem criticou o CR7 agora vai ter de engolir as palavras" podia ver uns posts mais abaixo, por trás dos pedidos do Farmville, qualquer coisa do género "o CR7 precisava de ter mais humildade, podia olhar para o Messi". Enfim, é a nacional bacoquice novamente em acção, tal como no caso do...

POLVO PAULO. ARRRRRRGH!

Mais um marco da lusomediocridade. Os alemães inventaram uma merda, essa merda tinha um nadinha de graça, que se esgotou rapidamente, que o polvo Paul a meio do mundial 2010 já metia nojo, e eis que dois anos depois, quando a piada já está totalmente gasta, lá vamos nós imitar. Oh, raio de país.
Deixem lá a merda do bicho em paz, ele não sabe os números do totoloto!!


OS 16 PAÍSES DO EURO

PASSASTES:


GRÉCIA:

Começaram a empatar sendo um bocado roubados, perderam, e depois tiveram um bambúrrio com a Rússia. Sempre disse que o Fernando Santos é um génio.

REPÚBLICA CHECA:

Perderam 4-1 no primeiro jogo e mesmo assim ganharam o grupo. Nada mal.


ALEMANHA:

Enfim, são alemães.


PORTUGAL:

Avançou apesar das limitações de uma equipa que só tem um Varela.

ESPANHA:

Já estou um bocado farto desta nova mania que há agora de achar que o Barcelona e a Espanha jogam chato - mais uma vez, aqui no Núcleo já se tinha chegado a esse ponto antes. E quando a Espanha está em grande, como com a Irlanda, está mesmo em grande.

Mas, por outro lado, há esta invenção imbecil do Del Bosque de "vamos jogar sem avançado nenhum só para mostrar que somos bons". Além disso, aquela coisa do "parece que querem entrar pela baliza dentro"? Pois, os espanhóis querem mesmo.



ITÁLIA:

Jogaram bem, mas ficaram a um golo da Croácia de serem eliminados como no euro 2004.

INGLATERRA

Eh. Não jogam nada mas passaram. Nada mal, considerando que a equipa entra em campo só com dez:

"Oh Gerrard, sabes onde foi o Glen Johnson?"
"Cala-te e faz cara de mau para a fotografia."


Não sei porquê, mas esta coisa do Glen Johnson não se lembrar da foto de conjunto faz-me lembrar o Javale McGee da NBA.

FRANÇA:



O Evra a limpar o rabo à camisola ainda vá, agora deixarem o Zlatan limpar o rabo à França no último jogo isso é que já não. Agora apanham com a Espanha que se lixam.


FOSTES:


POLÓNIA:

Antigamente, países organizadores era garantido, por  muito chunga que fossem. Nem que fosse preciso um autogolo e um homicídio, os da casa passavam sempre. Agora, não passa nada:


2008: Áustria e Suíça para o galheiro.

2010: África do Sul enfia a vuvuzela no rabo.

2012: Coitados dos polónios, que até foram anfitriões simpáticos.


RÚSSIA:

Muita cagança, 4-1 no primeiro jogo, mas depois afrouxaram com a Polónia e saiu-lhes os grécios. Agora vai tudo para a Sibéria.


DINAMARCA:

Não jogaram mal, e não fosse pelo génio varelístico até tinham sido apurados.

HOLANDA:

Pffff, que vergonha, pior performance de sempre. Depois andavam todos às turras, e os holandeses zangaram-se com o treinador e com o genro dele que era capitão de equipa. Uma grande domenechada.



CROÁCIA

Fizeram quatro pontos, não envergonharam. O melhor marcador deles era o Mario Mandzukic, o que me faz pensar: de onde é que veio esta profusão de mários marcadores? Ele é o Mandzukic, o Gomez, o Balotelli - só entre estes são sete golos. Temo uma avalanche de títulos com "supermário isto" e "supermário aquilo".

IRLANDA:

Provavelmente a selecção mais fraquinha do euro, mas possivelmente os adeptos mais pândegos.



SUÉCIA:

Padece das mesmas limitações que Portugal, que tem um Varela e mais dez outros gajos. O Zlatan bem se esforçou, mas os outros eram fraquinhos. Sabiam que o Zlatan treinava aikido ou kung fu ou o caraças quando era novo? Pois, vê-se nos golos dele, como este, que eu vi ao vivo.


UCRÂNIA:

Outro organizador que foi para casa... Embora já lá estivesse... Hum, foram eliminados. Sabem como se chama o hino da Ucrânia? Pois, não é "A Ucraniana", nem "A Kievesa", nem mesmo "Deus Salve o Presidente do Soviete Supremo".

Não, chama-se "A Ucrânia ainda não morreu" - um título apropriado para uma nação fatalista ou para uma ala oncológica de um hospital. Enfim, no euro já morreu sim senhor.


EQUIPA DA PRIMEIRA FASE

guarda-redes:

Casillas

defesas:

Gebresselassie, Pepe, Barzagli, Lahm

médios:

Xavi, Pirlo, Jiracek

avançados:

Mario, Mario e Mario

Menções honrosas: Lloris, Iniesta, Busquets, Walcott, Zlatan, Dzagoev, Ronalda e Postiga.

EM BREVE:  a parte II e o ranking Tiberius de todos os europeus desde 1980.

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

4 Comments:

Anonymous Ferreirão said...

O Messi alguma vez chegou às meias finais de um europeu, não chegou pois não?

22 junho, 2012 19:13  
Anonymous Ernesto said...

Ya.

02 julho, 2012 14:28  
Anonymous Brutus Apiculus said...

E a parte dois?

14 outubro, 2012 11:42  
Anonymous Anónimo said...

E a parte dois? Ando sem leitura de casa de banho.

14 fevereiro, 2013 18:30  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM