.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







quinta-feira, janeiro 24, 2008

Efeito suissinho


Corrigir o que quer que seja é frustrante. Corrigir testes é isso e mais um pouco. A sensação que resta é aquilo que eu apelido de “efeito suissinho”.
Para quem não é pai, eu passo a explicar. O suissinho é um daqueles iogurtes líquidos cuja publicidade fez sucesso entre os mais novos. Junto a um armário alto, o puto mais velho dizia que faltava ao mais novo um “bocadinho assim”, abrindo dois dedos (o indicador e o polegar) onde depois se via a garrafinha do iogurte. A coisa tinha uma analogia conotativa com piada, indiciando que comendo o referido suissinho, o puto teria chegado ao armário. É claro que eu também poderia contar a história da anedota dos “a dois dedinhos do cu” mas isso era brejeiro e eu sou um gajo com nível.
Lembrei-me desta história quando estava a corrigir uma série de testes. Tirando os inúteis que não estudaram ou limitaram-se a despejar frases feitas e banalidades, detectem uma massa informe e amorfa de alunos que oscilam entre o 7 e o 17. Sim é como as revistas do Tintin, à escala académica.
Há um grande conjunto de alunos que me irritam… respondem a tudo com dignidade, mostram saber a matéria, referem os conceitos-chave mas depois falta-lhes o “efeito suissinho”. Não conseguem partir daquilo que escreveram e dar o salto. Lembra o poema do Sá-carneiro (não o gajo que morreu mas o que se matou, percebem?), o quase (“Um pouco mais de sol - eu era brasa”)
Ficam sempre aquém das coisas essenciais e passam ao lado do primordial de uma forma tão certa como os autocarros falham sempre o pisca nas paragens. É irritante e frustrante. Lembram aqueles jornaleiros que escrevem para os amigos e camaradas de uma luta que é só deles. Os leitores que se fodam.
Neste caso sou eu o leitor, como professor. E se dou uma má nota, a culpa é sempre minha. “Ó professor, mas eu escrevi isso”.
Sim, o aluno plantou uma palavra que foi dita na aula no meio de uma frase qualquer mas aquilo é solo pedregoso e o seu efeito nunca será mais do que uma sensação de vazio.
Precisam de tomar suissinho.

2 Comments:

Blogger Ernesto Ressuscitado said...

Não é suissinho, caralho, é danoninho! Tu é que levavas uma nega, caralho.

04 fevereiro, 2008 16:09  
Anonymous Anónimo said...

opa, eu percebi tudo, mas essa do duro.....
tb me pareceu que lhe faltava algo, tipo um suicidio....

20 março, 2008 21:32  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM