.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







domingo, dezembro 28, 2003

And now...

... Notas da Nova Albion

2. Cristiano Ronaldo



O Manchester United é líder na Premier League, graças à vitória sobre o Everton (3-2). Um dos jogadores em destaque nessa partida foi o português Cristiano Ronaldo. A equipa deposita grandes esperanças neste jovem de apenas 18 anos, apesar de não ter vindo a aproveitar da melhor forma a maior parte das oportunidades que lhe têm sido dadas este ano. Com um jogo marcadamente individualista, Ronaldo precisa ainda desenvolver o sentido colectivo que o futebol moderno exige. Se os seus passes atingirem um dia metade da qualidade das fintas, já não era nada mau.

Mas esta jornada, as coisas correram bem. Hoje comprei o The Independent e o título da crónica de jogo atestava isso mesmo: "Ronaldo mantém United no topo". A exibição do português foi muito saudada nesse jornal, que passo a citar:

"O United (...) arrancou finalmente uma performance de Cristiano Ronaldo, que restaurou em parte uma reputação que sofreu com muitos dias maus. O 'júri' está ainda a avaliar o jovem de 18 anos, que às vazes parece um sôfrego número de circo, com as suas fintas gratuitas e sobre-elaboradas. Mas quando o cérebro engrena, a sua habilidade para rasgar espaço com os seus pés-relâmpago pode abrir a mais parcimoniosa defesa.

"Ele fez alguns jogos fantásticos, especialmente contra o Charlton, no início da época", disse (o treinador Alex) Ferguson. "Hoje ele foi maravilhoso". Gary Neville, capitão do United foi ainda mais entusiástico. "Ele foi brilhante, um perigo constante", disse. "Ele quer a bola o tempo todo, e não importa o que ele faça, se perde a bola ou sofre falta, ele volta para mais. É um jogador bravo em todos os sentidos".

A primeira parte pertenceu a Kleberson; a segunda foi de Ronaldo e o jogo girou à sua volta. Os seus dribles proporcionaram a (Wayne) Rooney a sua única intervenção de registo no jogo - a sua admoestação - antes de devastar completamente Tony Hibbert e entregar um cruzamento que merecia melhor do que a cabeçada esbanjadora de Bellion sobre a barra. Qualquer um que tenha prestado atenção a Ronaldo pode atestar da sua disponibilidade e perseverança, que deram frutos aos 67 minutos. Ele deslizou uma vez mais sobre a investida de Hibbert e desta vez cruzou ao primeiro poste, onde Bellion apareceu a colocar a bola no fundo da rede.
"

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM