terça-feira, abril 17, 2007

Prémio Jornalismo Excelência ND
"A importância do comprimento das saias"
Por: Alexandra Brito (Semanário Económico)
"Da próxima vez que vir um homem a olhar para a saia ou as pernas de uma senhora pense duas vezes antes de tirar uma conclusão marota. O homem em questão poderá ser um investidor à procura de respostas sobre qual é a tendência dos mercados accionistas. Confuso? Segundo a teoria económica do comprimento das saias, os mercados sobem à medida que as saias e os vestidos das senhoras vão subindo. O princípio é estranho mas explica-se pelo facto de, segundo o site financeiro da Investopedia, as "saias curtas tendem a aparecer em alturas de grande confiança dos consumidores, o que tem impacto positivo nos mercados accionistas". No pólo oposto, as saias compridas surgem em época de medo e depressão, indicando que os mercados estão em queda. A origem desta teoria está ligada à história da moda: as saias curtas usadas durante os anos 20 e os anos 60 tornaram-se num símbolo dos mercados bullish. Já os modelos dos anos 30 e 40, pautados por longos vestidos, ficaram liagados aos bear markets. E se hoje os investidores tomassem as suas decisões tendo por base, unicamente, o comprimento das saias, haveria razões para sorrir: é que as mini-saias estão de novo na moda.

1 comentário:

zeze camarinha disse...

granda pernaça!