segunda-feira, dezembro 29, 2008

Mensagem de Tiberius para 2009


























Ando a reler as Farpas. O Eça e o Ramalho é que a sabiam. Lá para o meio dei com um naco de prosa que me pareceu apropriado a esta quadra.

Este pedaço é os gajos a imaginarem como devia ser o discurso da coroa que o rei proferia anualmente às cortes, se o rei se deixasse de merdas e dissesse o que lhe apetecia. 

Irei roubá-lo integralmente sem qualquer vénia para, desta forma, poder dar-vos a....

Mensagem de Natal e Ano Novo à Nação de sua Exa. o prof. dr. arq. eng. Tiberius


"Meus senhores - 

É com o maior desprazer que me acho no meio de vós, porque estou fatigado da vossa imbecilidade, da vossa intriga e do vosso desleixo. 

A situação exterior é esta: somos o que somos porque nos deixam sê-lo por misericórdia. A interior é esta: finanças em ruína; exército indisciplinado; marinha nula; colónias exploradas pelo estrangeiro; a indústria entorpecida; clero ignorante e imoral; ensino caótico; carácter público corrompido; serviços públicos desorganizados; leis em confusão; agiotagem em triunfo; proletariado em miséria; etc etc etc. 

Façam favor de se sentar e Deus os amaldoçoe. Está aberto isto."

3 comentários:

padre césar ganza disse...

E foder, onde é que me inscrevo para poder foder?

Zezé Camarinha disse...

A minha mensagem à nação: prometo continuar a esgadanhar frangola de todas as raças, nacionalidades e feitios, com sentido de estado e de trancalhice.

Marcos Valério disse...

Acho tudo isto muito belo.