segunda-feira, setembro 04, 2006

Documento
Amílcar, o Severo



Estive a fazer uma pesquisa por artigos antigos no Google - o motor-de-busca que ficou célebre a plagiar o nosso layout - quando me apareceu um de que já não me lembrava e que muito me fez rir: Papas valem fortuna.

A coisa gira em torno do merchandising do Papa, do negócio que gera e dos malucos que leiloam coisas esquisitas como peitos de frango com a forma da cabeça do Chato Padre. Mas o que me fez rir mais, na verdade, foi um comentário, que aparece lá embaixo, de um leitor que assina Amilcar Rainho e que merece ser aqui reproduzido (e comentado):

"Essa segunda hóstia personifica o corpo de Jesus! Guardá-La como relíquia é demonstrativo da baixa moral desse indíviduo! Querer agora vendê-La é acto criminoso. Por dinheiro vende-se tudo menos Aquele que esteve entre nós para nos salvar. Prisão é o minimo que merece, até provar ter juízo."

Repararam no ele maiúsculo em "guardá-La" e "vendê-La" e que se refere à hóstia? Só faltou chamar-lhe "Sua Beatitude a Hóstia"! E a genial "Prisão é o minimo que merece, até provar ter juízo". Ponho-me a imaginar: se prisão é o mínimo, que outro tratamento mais severo é que ele considera aceitável? O cepo, o garrote, o emparedamento, as gaiolas supensas, a roda para despedaçar, a mesa de evisceramento? Ou porquê não o esmaga-cabeças, a dama-de-ferro, a gaiola de cravos ou a mesa de estiramento? Certamente, também seriam bem aplicados neste caso (uma vez que se trata da Hóstia) as aranhas espanholas, o esmagador de testas, o quebrador de joelhos, a estrapada, a pêra rectal, as garras de gato, o destroçador de seios, o cinturão de Santo Erasmo ou o colar de puas...

Amílcar é um génio, que soube interpretar a palavra de Cristo como ninguém..., além da Inquisição Espanhola, claro.

4 comentários:

Amilcar Rainho disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Vostradeis disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Vostradeis disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Américo disse...

Gostaria de saber quem foi que censurou os comentários anteriores... Parece que a Inquisição já chegou aqui também...