.
.

NÚCLEO DURO

 

Pub

A política é a arte de fazer alianças. É só derreter os fios de ouro roubados...







Pub







terça-feira, maio 18, 2004

Mourinho e o desperdício



Ao contrário do que disse José Mourinho, foi merecida a derrota do FC Porto na Taça de Portugal, diante de um Benfica que compensou com paciência e concentração o que lhe faltou em futebol e bateu claramente o adversário em humildade. Lamentável a reacção do treinador portista em relação à arbitragem, que esteve à altura do jogo. Mourinho voltou a mostrar que a este nível não é melhor que qualquer representante da "geração bigode" de treinadores portugueses, que semana após semana repetem a mesma choradeira do penalti mal marcado e do fora-de-jogo mal assinalado. E sem necessidade. Um treinador de sucesso como ele inegavelmente é teria mais valor se não fosse pedante.

Na final do Jamor, o FC Porto teve o jogo na mão. Marcou primeiro mas não soube gerir. O Benfica empatou sobretudo com mérito próprio, numa bela jogada. Faltou então paciência aos "dragões", que na segunda parte poderiam facilmente impor o seu melhor futebol. Jorge Costa foi infantil, pra não dizer burro, no lance em que viu o vermelho. Mourinho podia ter falado disso, reconhecido o mérito do adversário e mais nada. Como um homem. Preferiu ser mais uma menina nervosa. Um grande treinador que desperdiça uma boa oportunidade de ser também um grande senhor. Uma pena.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



 

banner for http://www.eurobilltracker.com

Powered By Blogger TM