quarta-feira, abril 19, 2006

Documento
Carcaça e o Álcool (versão censurada)



DJ Carcaça, conhecido hoje em dia como o bastião sóbrio e burguês do Núcleo Duro, nem sempre foi assim... pelo menos no que diz respeito ao sóbrio. O documento que temos a lata de apresentar leva-nos à Lisboa de finais dos anos 80.

Foi nessa época que DJ Carcaça atingiu o reconhecimento público com seus célebres "Momentos Etílicos", em que recitava poesia em várias línguas, após ingerir numerosas litragens de bebidas alcoólicas. Foi por essa altura que passagens como "I want some beer! I want some beer!" ou a lamentável "Eu não gosto de mulheres" ganharam o seu lugar na história.

O vídeo que se segue, um valioso documento de bastidores, mostra DJ Carcaça a saborear a sua Sagres nas famosas Cantinas da Nova, numa noite de 1988, pouco antes de dar início à sua "performance".

2 comentários:

Rimbaud disse...

o dj nunca disse "eu não gosto de pretos". Eu estava lá e lembro-me. Ele disse "eu não gosto de negros" e disse-o no sentido em que eu utilizei a expressão para mostrar a minha repulsa a escravos. Disse "negros" como podia ter dito "escravos".
Mas o Vostradeis, como é ignorante, nunca iria saber isso...
Hélas!

Vostradeis disse...

Tá bem assim, ó Sala!?